Vazamento de gás atinge terminal de cargas em Guarujá

Vazamento de gás atinge terminal de cargas em Guarujá

Um grande incêndio atingiu o pátio de cargas da empresa Localfrio, no Porto de Santos, nesta quinta-feira (14). O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de São Paulo confirmaram que houve vazamento de um produto químico e pode haver risco às pessoas no entorno. Quatro pessoas foram socorridas com intoxicação pela própria empresa.

Moradores de Vicente de Carvalho, no Guarujá, relatam que o bairro está tomado pela fumaça. A nuvem de fumaça atinge bairros da cidade de Santos, onde uma criança foi internada com dificuldades para respiração.

A Santos Brasil informou por meio de nota que paralisou temporariamente as operações no Tecon Santos e no Terminal de Veículos (TEV) em função do vazamento.
A empresa afirmou que suas instalações no Porto de Santos foram evacuadas como medida de precaução e que os funcionários foram dispensados. A companhia ainda disse que as operações serão retomadas assim que houver a liberação por parte das autoridades competentes.

Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), o acidente foi relatado às 15h15 e teria sido provocado pela reação da água da chuva com os produtos químicos de um contêiner – o que também levou ao incêndio. Ainda de acordo com a Cetesb, há no local 85 contêineres e 90% deles têm um produto denominado dicloroisocianurato, usado principalmente na desinfecção de piscinas. Outros produtos presentes são peróxido orgânico e nitrato de potássio. Mais cedo, os bombeiros chegaram a afirmar que a substância que vazou tinha características de amônia, o que poderia causar uma tragédia.

 

Fonte: EFE/Ricardo Nogueira/Estadão