Incêndios na Austrália: por que tão intensos este ano?

Incendio na Australia

Nos últimos meses, os incêndios na Austrália têm chamado a atenção de toda a população mundial. Intensos e frequentes, as chamas têm devastado amplas áreas, causando mortes de pessoas e animais.

Segundo moradores e institutos locais, esta é a pior temporada de incêndios que o país viveu em décadas. O termo temporada, aliás, é bem empregado.

Isso porque a Austrália possui uma vegetação tropical mais seca, bem diferente da Amazônia brasileira.

Assim, para que a vegetação possa crescer novamente e o ecossistema se desenvolver de maneira correta, é preciso uma ajudinha do fogo. Apesar de serem comuns, os incêndios florestais nessa época do ano nunca chegaram a esse nível. 

De acordo com especialistas, entre as principais causas, estão as temperaturas recordes e os meses de seca intensa. Fatores que ajudaram a propagar o fogo, que já atinge milhares de hectares e pode ser observado de longe pelos satélites da NASA.

Cidades inteiras foram destruídas pelos incêndios na Austrália

Para combater os incêndios na Austrália, exército e defesa civil de vários países tem unido forças e enviado helicópteros a fim de salvar vidas.

Desde setembro do ano passado a Austrália tem vivido dias intensos de caos e sofrimento. De lá para cá, cidades inteiras foram devoradas pelas chamas e milhares de moradores de diferentes lugares perderam suas casas e, também, parentes.

Autoridades estaduais e federais têm trabalhado em conjunto para conter a propagação das chamas. Certos focos foram contidos em poucos dias, mas muitos continuam ativos e tem sido assim há meses.

A temporada longa de incêndios na Austrália tem, também, reunido equipes de bombeiros, militares do Exército, Marinha e Aeronáutica para combater as chamas e, consequentemente, apoiar as buscas, resgates e limpeza das áreas afetadas.

Neste mesmo sentido, países como Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia enviaram equipamentos e equipes para ajudar a minimizar as perdas, além de suprimentos.

Onde estão acontecendo os incêndios?

Os incêndios estão acontecendo em regiões das costas leste e sul, que incluem áreas ao redor de Sydney e Adelaide. Só em New South Wales, mais de 4 milhões de hectares foram queimados.

No entanto, é possível sentir o efeito das queimadas em todo o país, com nuvens de fuligem e ar denso na maior parte das cidades e grandes centros urbanos. Isso tem feito com que muitas pessoas procurem postos de saúde e hospitais, queixando-se de problemas respiratórios e outras doenças.

O que explica esse fenômeno anormal nesta temporada?

Entre aeronaves, equipamentos de solo e navios da Marinha, a pergunta: por que a temporada de incêndio está tão longa e devastadora neste ano? 

De acordo com especialistas, muitos são os fatores que têm colaborado para esse boom. O principal, no entanto, está relacionado às mudanças climáticas causadas pelo aquecimento global. Dados do Escritório de Meteorologia da Austrália revelam que 2019 foi o ano mais quente e seco já registrado no país.

Além do aquecimento, um raro fenômeno climático chamado dipolo do Oceano Índico, que consiste no aquecimento estratosférico, também tem colaborado para a situação.

Ondas de calor fizeram os termômetros ultrapassarem os 40 graus. No dia 19 de dezembro, por exemplo, o país chegou à marca recorde dos 41,9 ºC. Para se ter uma média, em 2019 a temperatura média no país foi 1,52° C mais alta que a média de 21,8° C entre 1961 a 1990.  

Em outras palavras, o clima quente provocou um aumento nos incêndios e prolongou a duração do período de queimadas.

Governo também tem sua culpa nos incêndios na Austrália

A demora por parte do Governo em encontrar soluções eficazes e a relutância em admitir a ligação entre os incêndios e as mudanças climáticas estão, também, entre os principais motivos que permitiram que as queimadas chegassem em seu auge.

Pressionados, os representantes precisaram agir de forma rápida para encontrar formas de cortar as emissões de carbono da Austrália e combater as mudanças climáticas, que têm provocado um aumento nas temperaturas médias do país.

Do ano passado para cá, milhares de pessoas tem se reunido em manifestações em prol de medidas para conter o aquecimento global e, principalmente, para cobrar o ações imediatas do governo. 

Para manifestantes e representantes de organizações do meio ambiente, as autoridades australianas terão de mudar sua posição e  adotar medidas para preparar o país para os anos. Isso porque, a tendência é que as temperaturas aumentem cada vez mais, reflexo da ação de toda uma era.

Os especialistas afirmam, ainda, que o fenômeno que está acontecendo na Austrália coloca todo o mundo em alerta, já que, com o aquecimento global, a tendência é que cada vez mais situações desse tipo fujam do controle.

Assim, as medidas para combater a emissão de gases devem ser avaliadas e tomadas por todos os países, minimizando riscos futuros em toda a extensão do planeta.

WhatsApp chat