Extintores de incêndio podem ser obrigatórios em carrinho de praia

EXTINTOR-DE-INCENDIO-PARA-CARRINHO-DE-PRAIA.

A Câmara de Vereadores do Guarujá aprovou, no final de novembro, o projeto de lei 238/2019, que torna obrigatória a presença de extintores de incêndio em carrinhos de praia que utilizem botijões de gás.

De autoria do vereador Joel Agostinho (MDB), o texto, que tem como objetivo evitar possíveis incêndios, foi para votação logo após um acidente que aconteceu na orla da praia das Pitangueiras. Na época, no Guarujá, um carrinho de lanches pegou fogo e foi destruído pelas chamas.

Segundo a perícia e o Corpo de Bombeiros, o incidente pode ter sido causado por uma instalação incorreta de gás e os danos poderiam ter sido menores se houvesse a presença de extintores no local.

Importância dos extintores de incêndio na praia

Que o extintor de incêndio é um equipamento essencial em qualquer lugar nós já sabemos. Não à toa, já tramita um Projeto de Lei na Câmara dos Deputados, em Brasília, para que o mesmo volte a ser obrigatório, inclusive, em automóveis.

Mas se para nós é tão comum que ele seja utilizado em estabelecimentos fechados, por que nunca os vemos em carrinhos de praia? E, pior: por que achamos isso tão normal?

Por ser um local de grande circulação de pessoas e ventos secos, que facilitam o aumento das chamas, os extintores deveriam ser prioridade para os comerciantes que passam o dia na praia.

Ainda que a areia seja um componente que facilita o abafamento do fogo, ela deve ser utilizada apenas em casos extremos. Assim, é equivocado pensar que a mesma pode substituir os extintores.

Além de um agente extintor específico para cada situação, os equipamentos foram criados pensando nos problemas mais adversos. Outro fator importante é que eles foram desenvolvidos com uma finalidade específica: apagar qualquer princípio de incêndio. 

Dessa forma, na praia ou em qualquer lugar, eles desempenham um papel importante no combate à incêndios. Ou seja, ajudam a evitar que o mesmo se propague com facilidade e coloque em risco a vida da população ali presente.

Segurança na praia

Muito além dos extintores de incêndio nos carrinhos de praia, é importante, também, estar sempre atento se o local possui todos os alvarás de funcionamento. Isso garante que eles seguem as normas pré-estabelecidas pelos órgãos reguladores locais.

Assim como o acidente que aconteceu no Guarujá, outros incidentes acometem carrinhos Brasil afora, causando prejuízos financeiros e físicos aos comerciantes e usuários.

Muitos deles, inclusive, por não seguirem as diretrizes recomendadas pelos órgãos reguladores. É o caso de um carrinho de milho que pegou fogo em 2018 na praia do Francês, em Maceió.

Além desse, muitos outros já foram registrados, aumentando a importância de um extintor de incêndio nesses locais.

É importante ressaltar que, apesar de obrigatórios, muitos estabelecimentos volantes não seguem todas as diretrizes, aumentando, assim, as chances de acidentes graves.

No caso do litoral de São Paulo, por exemplo, se todos os laudos tivessem em dia e as normas fossem seguidas, o incidente poderia nem ter ocorrido.

Isso porque, dentre os itens avaliados pelos Bombeiros e técnicos está, justamente, a instalação correta do gás. Além disso, há outros detalhes que podem passar despercebidos por quem não entende disso, aumentando o risco de incêndio;

Portanto, antes de escolher um carrinho ou uma barraca, é importante sempre se atentar a esses detalhes, a fim de aumentar a segurança sua e da sua família.

WhatsApp chat